terça-feira, junho 06, 2006

Ir atrás de coelhos brancos (amarelos, azuis ou vermelhos) é o mínimo que podemos fazer por nós mesmos... Antes do fim, no entanto, descobrimos que somos mais coelho que menininha... E que no salto atrás do desconhecido, não caímos em buraco algum, mas planamos sob tudo que já fomos e podemos ser ainda... e nada é mais bonito...

Um comentário:

Uirah Felipe disse...

já assistiu/leu código da vinci???